MEUS VÔOS

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Sonho


Sonho
Se me desse um sonho,
Adormeceria mulher no cio e,
No envolver cálido da noite,
Ele estaria ali,
Seus passos esperados,
Alguém que quero!
Toco então sua boca
Feito louca
E o que imaginei,
Corpos ardentes,
Afinidades sonhadas,
Prazeres,
Entrego com minha alma...
E na certeza do despertar,
Do recato de me dar sublime,
Sabendo que espaços não restam
Entre eu e esse alguém
Que a noite abençoa,
Acordo...
E vejo, que foram apenas meus
Devaneios.

Mérci

2 comentários:

Loucopoeta disse...

***

No teu sonho,
Adormeço
Sonhando contigo...

No teu sonho
Vivo
Teus devaneios comigo...

No teu sonho
Acordo
Sussurro e digo:

No teu sonho
Amor...
Eu te persigo!

Loucopoeta

Lindo "Sonho"
Meu sonho...de mulher!

***

*andorinharos@ disse...

Se todo devaneio fosse assim, seria lindo viver longe da realidade que assusta mais que os enredos dos sonhos que inventamos...mas os sonhos, devaneios são paliativos benditos pra sustentar a alma do poeta no ar! E é tão bom voar!
Lindo canto, poetisa!
Que DEus te abençoe.