MEUS VÔOS

domingo, 29 de junho de 2008

"Tenho ânsia por carne
Quase crua,quente, sangrenta...
Em tresloucada antropofagia
Engulo-me vermelha
Parater-me somente como fogo adocicado.
E assim permaneço:
Vivíssima, imoral, sedenta e, às vezes, letal"

4 comentários:

Mario Ferrari disse...

como havia dito antes, este poema é mesmo belo.

Loucopoeta disse...

***

E tal "presa"
Aqui fico...
Para ser devorado
Por esse fogo,
Teu, adocicado...
Que me aviva
Essa chama
Tão vermelha...
De ser engolido
Por esse amor,
Imoral, sedento e letal!

Loucopoeta

Simplesmente encantador e ardente...em poucos versos!
Parabéns Mérci!

***

Mario Ferrari disse...

poste mais poemas, Mérci!
você os tem para voar!

Mario Ferrari disse...

e repito e bonito...