MEUS VÔOS

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Devaneio...

Nutro em meus pensamentos
uma fantasia, um carinho especial.
Um sentir diferente, o desejo no olhar
a sensibilidade de um anjo, perfeito.
Vejo-o com suas grandiosas asas.
Mora longe esse anjo,
e talvez nunca o veja
além dos meus sonhos.
Não é um homem normal
Ele voa e traz consigo estrelas
a tilintar em meus olhos.
Às vezes, sinto-o  vindo acalentar
minh'alma entregue
em noites de dissabores.
Sinto seu cheiro,
quando em carinho profundo
toca meus lábios.
Porém ele deixa de ser anjo e torna-se
um homem forte, colocando-me
em seus braços e sacodindo meu coração.
É uma conquista...
Uma viagem emaranhada
num voo alto e mágico.
Ele meio anjo, meio pássaro, meio homem...
Vêm e me enche de felicidade.
Deixa-me sedenta
ao gozo dos deuses.
E molhada pelo sêmem de vida
sinto-me realmente amada.
Acordo!
vejo que foi mais um devaneio.
(Mérci Benício Louro).

2 comentários:

Carlos Rímolo disse...

Querida amiga e poetisa Mérci!!!
Belíssima poesia. Gostei muito. Meus parabéns!
Beijos de luz!

POETA CIGANO - 03/07/2010

www.carlosrimolo.blogspot.com

Jorge Luiz Vargas disse...

Adoro ler você, sentir e viver sua poesia. Adoro você, minha querida amiga e poeta Mérci. Bjs