MEUS VÔOS

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Noturno


No escuro da noite vazia,
entregue,
Sinto uma saudade povoando meu ser.
Suas lembranças, seu jeito, sua voz...
Ouso sonhar, como se pudesse tê-lo
Em meus abraços.
Seu olhar me aquece,
Sinto o fogo queimar minhas entranhas,
A respiração quente,
ofegante,
O encanto invadindo meu corpo,
Enfeitiçando-o,
fazendo-me doer, pulsar, latejar.
Vejo seus olhos em mim, providos de mistério
Como duas estrelas ocultas,
Encobertas pela escuridão da minha alma.
Esses mesmos olhos escondem um bem calmo
Que me faz esquecer
Minhas tão mal curadas mágoas.
E perdida, tenho devaneios
Como se você fizesse parte do meu viver,
E como um anjo de asas longas
Velasse meus sonhos,
protegendo meu ser cansado
Mantendo-me na cama em tênue sonhar.
Um doce meio pelo qual espero viver.
Mérci

2 comentários:

REGGINA MOON disse...

MARAVILHOSA, DIVINA, SOBERANA!!!

ADORO VIR AQUI VISITAR O SEU ESPAÇO E LER AS COISAS LINDAS QUE ESCREVES, NOSSA POETISA TÃO QUERIDA!

BEIJOS!!

REGGINA MOON

Mérci disse...

Amiga,
Obrigada pelo carinho
vc é dezzzzzzzzz
ainda irei ter a oportunidade de ler seus escritos.
beijos amiga linda